Martha Gabriel fala sobre inovação e empreendedorismo

destaque_martha-600x250

 

 

Martha Gabriel, engenheira com pós graduação em Marketing e Design, e autora do livro Marketing na Era Digital, que também participará da missão para agregar conhecimento e compartilhar experiências, falou como o Startupi sobre as mais importantes qualidades de um empreendedor de sucesso e como alcançá-las.

Há mais de 20 anos ela participa frequentemente de eventos no exterior, tanto para palestrar, quanto para estudar. No ano passado, por exemplo, ela participou do The Future of Storytelling em Nova York em que no primeiro dia aconteceu o evento com palestras e workshops e no dia seguinte, realizou visitas educativas a várias agências digitais de ponta como o Google Creative Lab.

O que é empreender?

Para Martha empreender é o movimento gerado pela insatisfação com a situação atual, que nos leva a buscar novos caminhos e soluções – é a força motriz da evolução da humanidade. “Tudo o que o homem construiu no mundo até hoje é resultado de um ato inicial de empreendedorismo – fogo, carro, avião, computador, etc. Sem empreender, o homem estaria ainda vivendo em cavernas”. Ela acredita que empreender é toda ação na tentativa de mudança para progredir, por isso, o empreendedorismo é a essência da inovação, que busca criar valor no mundo.

O empreendedorismo é a alavanca que transforma o potencial latente da criatividade em inovação efetiva aplicada. No entanto, Martha ressalta que toda inovação é resultado do empreendedorismo, mas nem todo empreendedorismo resulta em inovação. “O risco é inerente ao processo de empreender e onde existe risco, existem também erros e fracassos” Portanto, empreender tem sempre duas faces: a insatisfação com o status-quo e o risco da mudança. Por isso, Martha afirma que normalmente o empreendedorismo acontece quando a motivação pela mudança é maior do que o medo dos seus riscos.

O que significa inovar?

Sobre Inovação, Martha afirma que tudo não passa do resultado de uma AÇÃO que transforma algo em NOVO, gerando VALOR para algum público específico. ”É muito interessante como o termo “inovação” é extremamente mal interpretado. Muitos pensam que inovar é fazer algo totalmente novo, disruptivo, que não existia anteriormente. No entanto, inovar pode ser pequenas ações que causam pequenas transformações (tornando novo) e que gerem algum resultado que crie valor para alguém”. Por exemplo, se um funcionário de uma empresa resolve se demitir e montar uma loja de doces, isso é uma ação de inovação, pois tende a gerar valor para essa pessoa e os públicos envolvidos, mesmo que o ato de se demitir de uma empresa e montar uma loja de doces não seja nenhuma ação inédita e super criativa, ou mesmo, muito complexa. Inovação tem a ver com geração de valor por meio de uma nova ação (que pode ser produto, processo, modelo de negócios, etc.) e não com ineditismo. Assim, qualquer pessoa ou empresa, por menor que seja, tem o potencial de inovar sempre.

Leia o artigo completo: http://startupi.com.br/2015/09/sem-empreender-o-homem-ainda-estaria-vivendo-em-cavernas-martha-gabriel-fala-sobre-inovacao-e-empreendedorismo/

Share